A TPF Getinsa Euroestudios (anteriormente Euroestudios) foi responsável pela supervisão da construção de um troço da autoestrada AP-1, de cujo projecto foi também responsável. A complexidade geotécnica, o valor ambiental da área e a orografia do terreno converteram este projecto num dos troços mais complicados da actual autoestrada.

A autoestrada pertence à rede de Alta Capacidade do País Basco ligando Vitoria com a autoestrada da Cantábria. O traçado é executado através de uma área de grande valor ambiental e complexidade geotécnica e geológica (grandes deslizamentos de terra, instabilidades de encosta, muitos acidentes tectónicos, litologias macias e evolutivas com espessuras elevadas de alteração). As características fundamentais da autoestrada são:

  • autoestrada pavimentada de via dupla independente de 2 faixas cada uma. A via tem uma largura de 10,50 m. Comprimento total do troço: 10,84 km de estrada e 2,206 km de vias colectoras. A autoestrada inclui 3,905 km de túneis e 1,924 km de viadutos. Velocidade projectada: 100 km/h.
  • Túnel de Izuskitza: 2 túneis paralelos de 3,415 km de comprimento cada. Secção: 108,8 m2. O túnel atravessa uma zona cárstica, com cargas significativas de água e por troços de baixa qualidade geotécnica (falhas e junções). Método construtivo: Novo Método Austríaco.
  • Túnel de Zarimutz: 2 túneis geminados de 499 m de comprimento. Secção: 102,1 m2. Construído mediante métodos baseados em elementos do Novo Método Austríaco e do Sistema Bernold. Terreno: Roca.
  • 6 viadutos
  • 1 interface, 3 passagens superiores e 5 passagens inferiores
  • Aterros até 65 m de altura e escavações de 60 metros.
  • 1 ligação (3 ramais tipo losango e 1 ramal tipo trompeta)
  • 1 área de portagem (7 cabinas, inclui serviço de teleportagem)

Cliente

Diputación foral de Gipuzkoa

Datas do Projeto

2009

Valores chave

  • Valor da obra : 5.884.081 €
  • Valor da construção : 204.960.097 €