Desde 2014, a Synergia executa o Programa de Monitoramento das Interferência Socioeconômicas no Porto Sudeste, empreendimento que está sendo construído no município de Itaguaí, estado do Rio de Janeiro. O objetivo é acompanhar os efeitos da instalação do projeto nas condições de vida da população local.

O Programa de Monitoramento das Interferências Socioeconômicas integra o Programa Básico Ambiental (PBA) do empreendimento Porto Sudeste, sendo, portanto, uma condicionante ambiental. O mesmo busca identificar e acompanhar a evolução das interferências sociais e econômicas na área de influência direta do empreendimento portuário.

Por meio desse programa, são identificados os impactos positivos e negativos causados pelo empreendimento, subsidiando o planejamento e a avaliação das ações compensatórias. Em 2014, a Synergia elaborou um diagnóstico territorial e um banco de dados, a fim de organizar e sistematizar os indicadores primários e secundários levantados no território de inserção do empreendimento. Foi realizada pesquisa de campo com a aplicação de 408 questionários, que permitiu uma visão da situação do território de acordo com os seguintes temas: educação, demografia, qualidade de vida, economia, infraestrutura, segurança pública, setor imobiliário, serviços públicos e saúde.

No início de 2015, a Synergia foi recontratada para dar continuidade a este programa.

Cliente

MMX PORTO DO SUDESTE

Datas do Projeto

2014 – 2015

Valores chave

Valor Contrato:

252 618,75 €