O aproveitamento é constituído pelo açude, central hidroeléctrica, escadas de peixes e canal de restituição.

O volume da albufeira criada pelo açude é de 827 dam³ e regulariza os caudais que são turbinados neste aproveitamento e no Aproveitamento de Srª de Monforte.

O descarregador tem um desenvolvimento de 50 m, com uma altura máxima de 13 m.

A tomada de água, com uma secção total de 4,80×3,95 m², munida de grelha de protecção com um limpa-grelha mecânico, localizada na margem direita.

A central hidroeléctrica, projectada com uma turbina Kaplan de eixo vertical, tem caudal de 12 m³/s e uma queda bruta máxima de 11 m.

Para proceder à classificação da barragem de Senhora de Monforte de acordo com o Decreto Lei n.º 344/2007 (Regulamento de Segurança de Barragens), foi elaborado o estudo da rotura da barragem e a propagação da onda de cheia da rotura ao vale a jusante.
Para este estudo foi utilizado um modelo hidrodinâmico (HEC-RAS) que simulou os seguintes cenários: a) cheia milenar; b) rotura da barragem de Vale de Madeira; c) rotura da barragem de Senhora de Monforte e da barragem de Vale de Madeira, provocando um efeito de rotura em cascata.

Cliente

Energias Hidroeléctricas, Lda.

Datas do Projeto

2008 – 2009