O aproveitamento Hidroagrícola do Pessegueiro, inserido na Bacia Hidrográfica do Guadiana, tem por objectivo beneficiar cerca de 40ha correspondentes a pequenas parcelas existentes com estrutura fundiária de minifúndio.

O aproveitamento Hidroagrícola do Pessegueiro é constituído por uma barragem de aterro com cerca de 15 m de altura, pela rede de rega com cerca de 2,5 km de extensão e pela rede viária. Os seus elementos constituintes apresentam, as seguintes características.

Barragem
A Barragem do Pessegueiro dará origem a uma albufeira com capacidade total de 297×103 m3 e área de 7,86 ha, para o que terá uma altura máxima de 15 m e um desenvolvimento do coroamento de cerca de 209 m sendo para tal necessário construir um dique na marquem esquerda, com cerca de 3,5 m de altura máxima e 98m de desenvolvimento do coroamento.

Rede de Rega
Sistema do tipo gravítico, em que a carga piezométrica mínima disponível é fixa (corresponde à cota do plano de água na albufeira ao nível do NmE), a definição dos diâmetros das condutas irá repercutir-se nas pressões de serviço das diferentes tomadas de rega. Por razões de natureza construtiva e operacional, o diâmetro mínimo admitido para as condutas foi fixado em 90 mm.

Para além dos hidrantes, e com o objectivo de assegurar o bom funcionamento do sistema e o seccionamento de troços para reparação de condutas, serão instaladas, ao longo da rede de rega, ventosas, descargas de fundo e válvulas de seccionamento, de acordo com as características e os parâmetros de dimensionamento características gerais.

Rede Viária
Possui um perfil transversal constituído por uma faixa de rodagem com 3,50 m, ladeada por bermas com 0,50 m. A plataforma apresenta uma inclinação transversal de 2,5% de modo a assegurar a drenagem superficial da água para as valetas. Os taludes têm inclinações de 1V/1,5H, tanto para as situações de aterro como para as de escavação.

 

Cliente

Direcção Regional da Agricultura do Algarve

Datas do Projeto

2007 – 2008