Elaboração do projecto de traçado e construção: Auto-estrada A-59 entre a ligação de Vilaboa de la A-57 e a ligação de acesso ao aeropuerto de Peinador desde a AP-9. Troço: Vilaboa-O Viso. Pontevedra. Comprimento do troço: 9,2 kms

Projecto de um troço de auto-estrada na Galiza, numa zona particularmente complicada, pela orografia, a proximidade de habitações e a abundância de áreas ambientalmente sensíveis. É uma área com uma população dispersada, mas contínua, não havendo praticamente zonas desabitadas e, quando elas existem, é porque o terreno é complicado ou porque se trata de áreas protegidas.

O traçado teve que ser ajustado para evitar lugares protegidos, zonas habitadas e, ao mesmo tempo, minimizar o movimento de terras.

No entanto, os trabalhos de terraplenagem foram de grande importância, comparados com outras zonas de Espanha. Projectaram-se importantes aterros e terraplenagens.

Projectaram-se cinco viadutos: dois dos quais, o viaduto sobre o rio Ulló e o de Pontesampaio, longos e atravessando longos vales. O viaduto sobre o rio Verdugo, estrutura singular de cinco vãos, os centrais de mais de 100 m. E outros dois viadutos de vigas prefabricadas, mais curtos, para salvar caudais ou estradas.

Projecto de substituição dos serviços existentes: irrigação, abastecimento, electricidade para além dos habituais serviços de grandes empresas.

Ambientalmente, o projeto teve que salvar locais de especial qualificação, bem como elementos soltos (petroglifos, lugares arquitectonicamente importantes). Além disso, devia atenuar-se tanto quanto possível, a afectação de casas e outros edifícios, que estão espalhados por toda a área.

Projectou-se uma ligação (ligação de O Viso).

Cliente

Dirección General de Carreteras – Ministerio de Fomento

Datas do Projeto

2008 – 2010

Valores chave

Valor do contrato:
€ 1.124.588,00