As questões europeias relativas à redução do impacto negativo da pesca descontrolada e o aumento de efeitos positivos sobre o meio ambiente por meio de boas práticas estendem-se à Roménia, que precisa estabelecer uma ordem de prioridade na sua estratégia para garantir a sustentabilidade do sector da aquacultura, desenvolver mercados de produto correspondente e melhorar a capacidade administrativa.

O sector da pesca inclui atividades de aquacultura, produtos do mar e actividades de pesca em águas interiores, bem como a transformação e comercialização a ela relacionados. A aquacultura é a principal área de produção de pesca, seguida da pesca em águas interiores. As actividades de pesca ao longo da costa do Mar Negro são limitadas quando comparadas com as de pesca em águas interiores.

Como resultado, a Agência Nacional das Pescas e Aquacultura pretende desenvolver projectos no âmbito do Programa operacional da Pesca para infraestruturas relacionadas com as primeiras unidades de vendas, portos, abrigos de pesca e outros pontos de ancoragem.

O porto de pesca de Midia é o primeiro projeto desse tipo, que deverá proporcionar as condições necessárias para as actividades de pesca moderna em conformidade com as normas europeias.

O novo porto de pesca destina-se a receber e gerir simultaneamente 3 embarcações costeiras com uma capacidade de pesca de 10 toneladas cada. O porto inclui instalações de refrigeração, oficinas e um edifício administrativo.

Cliente

Agência Nacional das Pescas e Aquacultura

Datas do Projeto

2011 – 2012

Parceiros

PricewaterhouseCoopers Management Consultants SRL et BCPC Biroul de Consultanta Proiectare in Constructii SRL