A Bacia do Rio Capibaribe destaca-se pela grande importância de seu estuário desde a época colonial. Porém, este corpo hídrico tem sido muito afetado pela atividade antrópica com o lançamento de poluentes orgânico e inorgânico, sendo notável o impacto causado pela urbanização ao seu redor. O projeto visa, portanto, identificar e cadastrar usuários de águas da bacia, de maneira a apoiar ações de planejamento e de controle.

O objeto dos serviços propostos é a realização de diagnóstico e cadastro dos usuários de águas superficiais da Bacia do Rio Capibaribe, buscando indicar qual o volume diário de água retirado por cada usuário da Bacia, e se o volume retirado é a capacidade máxima de produção ou apenas a retirada atual, levando-se em consideração a sazonalidade relativa aos volumes retirados em cada mês do ano.

O trabalho será realizado em toda a bacia hidrográfica do rio Capibaribe, localizada na região Nordeste do Estado de Pernambuco, abrangendo uma área de 7.454,88 km, cortando 42 municípios, dos quais 15 estão totalmente inseridos na bacia e 26 possuem sua sede na mesma.

O cadastro será voltado aos usuários de águas superficiais e das águas acumuladas de todos os reservatórios da Bacia, excluindo-se do universo de usuários aqueles que utilizem água exclusivamente de concessionária local e que façam lançamento de efluentes também na rede pública coletora.

Cliente

Governo do Estado de Pernambuco – Secretaria de Desenvolvimento Econômico – SDEC

Datas do Projeto

2017 – 2018

Parceiros

TPF Engenharia