A estação de tratamento de Mouscron, de uma capacidade nominal de 100 000 EH, foi comissionada a 22 dezembro 2001.

Os resultados de operação evidenciaram que a estação tratava uma carga dupla em DBO.

A produção de lamas sendo da ordem de 12 toneladas de matérias secas por dia, uma digestão anaeróbica das lamas de capacidade diária de 6 toneladas de MS foi implementada.

Esta digestão permite reduzir a quantidade de lamas a co-incinerar.

O biogás produzido é queimado num motor de cogeração de 350 kVA. A electricidade gera os certificados verdes.

O calor produzido permite aquecer o digestor a 35 °C.

Uma decantação primária envia as lamas mistas (primárias e biológicas em excesso) para a digestão.

A missão confiada à TPF-Utilities compreende os estudos seguintes :

  • Estudos preliminares e anteprojecto: dimensionamento instalações, estimativa do custo de investimento e dos custos de operação, …
  • Elaboração do caderno de encargos, ou seja, as cláusulas administrativas, as cláusulas gerais de engenharia civil e electromecânica (para as estações de bombagem), as cláusulas técnicas particulares e os anexos (ficha de submissão, quantidades a preencher, …).
  • Análise das propostas dos proponentes e elaboração do relatório de adjudicação.
  • Direcção dos trabalhos : acompanhamento do planeamento, verificação da boa execução dos trabalhos, aprovação dos relatórios de progresso e de contagem final, …

Cliente

Intercommunale de Propreté Publique du Hainaut Occidental (IPALLE)

Datas do Projeto

2009 – 2012