A área inicial de estudo abrangeu 4806 ha.

  • Em Estudo Prévio definiu-se a área a regar em gravidade e pressão, com base no estudo de alternativas de origens de água a partir do adutor entre a Barragem da Amoreira-Barragem de Caliços, da barragem de Brenhas e de um sistema elevatório no Ardila.
  • Com base nesse Estudo Prévio, a área em gravidade foi sujeita a Projecto de Execução tendo sido delimitado o Bloco Moura-Gravítico com uma área dominada de 1674 ha, com origem de água a partir do sistema adutor Barragem da Amoreira-Barragem de Caliços.
  • A rede de rega, que se inicia numa estação de filtração, com uma extensão de 18,7 km com condutas iguais ou inferiores a DN 1200 em betão, FFD e PEAD, está dotada de 23 hidrantes e 27 bocas de rega. A intervenção na rede viária incide na reabilitação de caminhos agrícolas numa extensão de 6,6 km. A intervenção na rede de drenagem incide num conjunto de operações de limpeza, reperfilamento e recuperação biofísica de 13 km de linhas de água. O Projecto inclui também o Sistema de Monitorização, Automatização e Telegestão e o SIG. A área do Projecto de Execução foi sujeita a Estudo de Impacte Ambiental.

Cliente

Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, S.A. (EDIA)

Datas do Projeto

2010 – 2016

Parceiros

COBA – Consultores de Engenharia e Ambiente, S.A