A TPF, que tinha apenas 25 funcionários no seu início em 1991, é hoje uma empresa plurinacional e pluricultural com 4250 empregados.

Graças a uma política de fusões e de aquisições e á criação de empresas nos países onde há significativos contratos ganhos, a TPF expandiu-se internacionalmente: inicialmente na Europa, depois na Ásia, em África e na América.

  • 1991

    Aquisição da Geocal

    fundida com a TPF Engineering em 2005

  • 1994

    Aquisição da Smits Engineering

    fundida com a TPF Engineering em 2005

  • 1995

    Aquisição da TPF-Utilities

    Anteriormente SEGES

  • 1998

    Aquisição da TPF Chapeaux

    depois TPF Engineering em 2005

  • 2001

    Aquisição da CTES

    fundida com a TPF Engineering em 2005

  • 2001

    Aquisição da TPF Basse Sambre

    Anteriormente Basse Sambre Eri

  • 2002

    Aquisição da Socageth

  • 2002

    Aquisição da Louis Engineering (anteriormente Hubert Louis)

    Fundir-se-á com a TPF Engineering a partir de 1 de Janeiro 2015

  • 2008

    Criação da TTR energy

  • 2008

    Aquisição da Bagon

    fundida com a TPF Engineering em 2013

  • 1999

    Na Roménia : criação da TPF Roménia

  • 2000

    Em Portugal : aquisição da Partex-CE

    fundida com a TPF Planege em 2005

  • 2000

    Na Polónia : aquisição da TPF sp. z.o.o.

    Anteriormente E&l Architects

  • 2001

    Em Portugal : aquisição da TPF Planege

    Anteriormente Planege

  • 2005

    Em França : aquisição do Grupo Beterem Ingénierie

    fundida com a TPF Ingénierie em 2014

  • 2007

    No Grão-Ducado do Luxemburgo : criação da TPF Luxemburgo

  • 2007

    Em França : aquisição da SECMO

  • 2009

    Em Portugal : aquisição da P&V

    fundida com a TPF Planege em 2009

  • 2011

    Na Ucrânia : criação da TPF Ucrânia

  • 2011

    Em França : aquisição da Ouest Coordination

    fundida com a TPF Ingénierie em 2014

  • 2011

    Em Portugal : aquisição da ProSistemas

    fundida com a TPF Planege em 2013

  • 2012

    Na Ucrânia: aquisição da Ukrdesigngroup (UDG)

  • 2012

    Em Portugal : aquisição da Provia

    fundida com a TPF Planege em 2013

  • 2013

    Em Espanha : aquisição da Getinsa – Paymacotas

    que contava com filiais e sucursais na América, na Europa, no Médio Oriente e na Ásia

  • 2013

    Na Roménia : aquisição da Cinnamon Project

  • 2014

    Em França : aquisição do Grupo Serec, Setef e SEGC Foncier

    fundido numa estrutura com a TPF Infrastructures em 2014

  • 2014

    Na Ilha da Reunião : aquisição da ICR

  • 2014

    Em França : aquisição da Betek Ingénierie (Mónaco)

  • 2014

    Em Espanha : aquisição da Euroestudios

    que contava com filiais e sucursais na América, na Europa e no Médio Oriente

  • 2015

    m Espanha : aquisição da TRN Ingeniería

    que contava com filiais e sucursais na Colômbia, Peru e Espanha

  • 2015

    Em Portugal : aquisição da Cenor

    que contava com filiais e sucursais na Colômbia, Argélia, Angola, Moçambique, Turquia, Iraque, Macau e Timor Leste

  • 2016

    Em Portugal : A fusão entre a TPF Planege e a Cenor

    originou uma nova empresa do Grupo TPF, a TPF Planege Cenor

  • 2006

    Na India : aquisição da SN Bhobe & Associates Pvt. Ltd.

  • 2011

    Na India: aquisição da Cetest & Survtech

  • 2016

    Na India: criação da TPF CETEST Bangladesh

  • 2008

    Na Argélia : criação da TPF Argélia

  • 2009

    Em Angola : criação da TPF Angola

  • 2009

    Em Marrocos : aquisição da Pyramide Ingénierie

  • 2009

    Na Tunísia : aquisição da TPF Tunísia

  • 2011

    Em Marrocos: aquisição da Save Project

  • 2011

    No Senegal : aquisição da Setico Ingénieurs Conseils

  • 2013

    Em Moçambique : criação da TPF Moçambique

  • 2013

    Na Costa do Marfim : criação da Setico International

  • 2009

    No Brasil : aquisição da Projetec

    que contava com filiais no Equador, Panamá e Venezuela

  • 2013

    No Brasil: aquisição da Synergia

  • 2015

    No Brasil: aquisição da Engesoft Engenharia e Consultoria Ltda